⌠ 32 avaliações para a publicação abaixo ⌡
Amanda
Pequena felina
Escrito por Ariel


Pequena felina, me desculpe esse jeito esbaforido
De te acarinhar o corpo.
Minhas mãos sem jeito que te tocam
Como se toca um instrumento.

Não vá embora quando te beijo
Mas dilates essas pupilas para mim
Só assim
Saberei que é noite

Felina teu pelo macio há muito tempo
É o que adoça minha vida cretina
Ainda que suas unhazinhas
Marquem-me a pele e tirem sangue
Ainda assim é menos sangue do que eu consigo com a tesoura

Não tens nome, és livre
Me faz livre também, pequenina?
Lambe teus bigodes que eu faço igual
Geme teu miado que eu gemo igual
Sobe no telhado que me lasco toda
Aqui debaixo.

Quem te tirou a coleira foi quem te injetou esse sarcasmo?
Quando foi que aprendeu a não correr atrás de rato na roda?
Não rias de mim, pequenina

Quando ronrono no teu colo ou esfrego minha cabeça na tua barriga.