⌠ 26 avaliações para a publicação abaixo ⌡
Cláudia Banegas
Sementes
Escrito por Cláudia Banegas


Coração em contentamento,
amanhece em gotas de orvalho.
Brisa suave em meu rosto,
toca-me calma
a alma.

Meu tempo é agora,
despojo-se das vestes tristes.
Meus momentos são inícios,
são meios e também são fins.

Meu coração tem pressa
em começar a aprender a amar.
Sou pluma leve em nuvens de algodão.

Borboleta na vidraça,
dúvidas se vão.
Planto semente de mudança,
colho frutos de transformação.